psicologo-do-esporte

10 Dicas de Treinamento Mental em Psicologia Esportiva

Voltar para a página Inicial

Quer saber como você pode usar a psicologia esportiva para atingir suas metas de saúde, fitness e esportes mais rapidamente? Aqui estão as minhas 10 melhores dicas de mentalidade para ajudá-lo a construir nova motivação, confiança e grandes avanços em sua forma física e em sua vida.

Quer saber como você pode usar psicologia esportiva e treinamento mental para alcançar seus objetivos de saúde, fitness e esportes mais rápido, mais fácil e obter os resultados desejados? Aqui estão as minhas 10 melhores dicas de mentalidade para ajudá-lo a construir uma nova motivação, confiança e grandes avanços em sua forma física, seu treinamento e em sua vida.

10. Imagens Positivas: Quando você está se exercitando, use suas imagens mentais positivas durante todo o exercício para criar sentimentos de velocidade e potência. (por exemplo, se você estiver andando ou correndo e chegar a um morro inesperado, visualize um ímã puxando você sem esforço para o topo). Use a visualização antes, durante e após o treinamento para criar confiança e nova motivação.

9. Power Words: Faça auto-afirmações positivas continuamente. O pensamento negativo é comum; todo mundo tem um crítico interno. Torne-se consciente desses pensamentos desde o início. Não brigue com eles; simplesmente reconheça sua presença e, em seguida, substitua as palavras de poder positivo. (por exemplo, quando você está pensando: “Isso dói demais, quero me deitar e morrer”; diga a si mesmo: “Esse sentimento está ligado a ficar mais saudável e fazer o melhor possível”.)

8. Foco Presente: Pratique estar no momento presente. Lembre-se de ficar no aqui e agora. Em vez de repetir erros do passado, ou se preocupar com o futuro, deixe os eventos passados ​​e futuros desaparecerem no segundo plano. Esteja certo, aqui e agora.

7. Vantagem: Use tudo em seu treino para sua vantagem. Por exemplo, se outra pessoa passar por você, coloque-a para trás e continue com sua energia pelo maior tempo possível. Você pode pegar um “segundo fôlego” e ser levado a um registro pessoal.

6. Objetivos Chunking: Concentre-se em seu alvo imediato. Divida suas metas de treinamento em pequenas partes gerenciáveis ​​e comece a se concentrar apenas na primeira parte, não no treino completo (por exemplo, diga para si mesmo: “Estou apenas relaxando e melhorando meu ritmo durante a primeira parte, ou o primeiro treino sessão”).

5. Body Scan: Preste muita atenção ao seu nível de tensão e forma de treinamento. Faça uma varredura do corpo enquanto trabalha e relaxe seus músculos tensos com freqüência. Pergunte a si mesmo: “Meus ombros e pescoço estão relaxados; como se sente esse ritmo? quanta energia resta nas minhas pernas?

4. Dor como Esforço: Se você tiver “dor boa”, a dor do esforço, que não está danificando seriamente seu corpo, apenas desvie a atenção para sua respiração ou cadência de movimento, e deixe o desconforto desaparecer no fundo. Você também pode usar a dor como feedback. Registre-o não como dor, mas como nível de esforço. Diga: “Agora sei exatamente o quanto estou trabalhando. Eu sei como esse ritmo parece. Meu corpo está fazendo o que deveria estar fazendo.

3. Desconectar do resultado: observe apenas o que você precisa fazer agora (por exemplo, seu ritmo, sua respiração, sua concentração); sua última vez, lugar ou pontuação vai cuidar de si.

2. Atenção Focada: Esteja ciente das distrações. Expire pensamentos indesejados com a próxima expiração e volte a focar sua atenção instantaneamente no que é importante agora, neste momento.

1. Celebração: Aprecie e aprecie sua aptidão e força. Quando você se exercita, relaxe e deixe seu corpo fazer o que você treinou para fazer. Lembre-se de que seus objetivos são realistas. Tudo o que você precisa fazer é executar suas capacidades.

 

Voltar para a página Inicial

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *